"ORAÇÃO A SÃO PIO DE PIETRELCINA (PADRE PIO) Ó Deus, que doastes a São Pio de Pietrelcina, sacerdote capuchinho, o insigne privilégio de participar, de modo admirável, da Paixão de vosso Filho, por sua intercessão, dai-me a graça... que tanto desejo; e sobretudo concedei-me unir-me à Paixão de Jesus, para depois chegar à Sua gloriosa ressurreição. Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai." ”

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

A ÚLTIMA MISSA DE PADRE PIO



Era o dia 22 de setembro de 1.968 e havia dois dias que se comemorava o IV Convênio Internacional dos Grupos de Oração de Padre Pio.
A cidade de San Giovanni Rotondo estava reple
ta e a Igreja transbordava de fiéis, peregrinos, " filhos espirituais " e devotos de Padre Pio.
No entanto, naquela manhã, Padre Pio parecia não ter condições de descer para celebrar a Santa Missa.
Estava muito enfraquecido, desfigurado e exausto.
Mas, seu Superior insistiu para que ele a celebrasse, pois a cidade estava cheia de seus " filhos espirituais ", devotos e amigos que haviam comemorado também o aniverssário de suas chagas, no dia 20 de setembro.
E Padre Pio como sempre OBEDECEU.
Subiu os degraus do altar com visível esforço, amparado por dois Confrades, e, com um fio de voz, ainda conseguiu cantar o que seria a sua última Missa Solene Cantada.
No momento da Consagração, quando elevou a Sagrada Hóstia, suas mãos livres das chagas chamaram a atenção de alguns, pois já podiam ser vistas.
E ao final da Missa, em meio a um doce perfume de rosas, Padre Pio entoou o " Ite Missa Est " , entrecortado pelos acessos de tosse.
Em seguida, ao dar os primeiros passos para retirar-se, ele teve um desmaio e se não fossem as mãos e os braços fortes de seus Confrades, teria caído ao chão.
Conduziram-no até a cadeira de rodas e o levaram até a Sacristia. E à medida que se afastava da multidão, de seus " filhos espirituais ", integrantes dos seus Grupos de Oração, olhou fixamente para eles, com um misto de ternura e de emoção em seu semblante, enquanto repetia baixinho :
" Meus filhos ....
Meus filhos .... "

( Texto extraído do livro Quem é Padre Pio - Lilá Sant"Anna - Editora Mauad )

Imaginem só, com tanto sofrimento em seu corpo ele não se importava com ele mesmo e sim com seus queridos filhos espirituais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário