"ORAÇÃO A SÃO PIO DE PIETRELCINA (PADRE PIO) Ó Deus, que doastes a São Pio de Pietrelcina, sacerdote capuchinho, o insigne privilégio de participar, de modo admirável, da Paixão de vosso Filho, por sua intercessão, dai-me a graça... que tanto desejo; e sobretudo concedei-me unir-me à Paixão de Jesus, para depois chegar à Sua gloriosa ressurreição. Pai-Nosso, Ave-Maria, Glória ao Pai." ”

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

RESUMO DA HISTÓRIA DA VIDA DE PADRE PIO - PARTE VI



* A PRIMEIRA BILOCAÇÃO *

Em 1905, apenas dois anos depois de haver entrado ao Seminário, o frade Pio experimenta pela primeira vez a bilocação. Rezando, acompanhado de outro frade no coro, uma noite fria de janeiro, ao redor das 23:00 hs, se encontrou a si mesmo muito longe, em uma casa muito elegante na qual um pai de família agonizava no mesmo momento que sua filha nascia. Nossa Santíssima Mãe apareceu ao frade Pio dize
ndo-lhe: “ Encomendo esta criatura a teus cuidados; é uma pedra preciosa sem polir. Trabalha nela, faça-a brilhar o mais possível, porque um dia quero me adornar com ela ”. Ao que ele respondeu: " Como pode ser isto possível se sou um pobre estudante, e todavia nem sequer sei se terei a fortuna de chegar a ser sacerdote ? E se não chegar a ser sacerdote, como poderei ocupar-me desta menina estando tão longe ? ” A Virgem lhe respondeu: “ Não duvides. Será ela quem virá a ti, mas a conhecerás de antemão na Basílica de São Pedro ”. Imediatamente se encontrou de novo no coro onde havia estado rezando minutos antes.

Dezoito anos mais tarde esta menina se apresentou na Basílica de São Pedro, agoniada e buscando a um sacerdote com quem pudesse confessar-se e receber direção espiritual. Já era tarde e a Basílica ia fechar, olhou ao seu redor e viu um frade entrar no confessionário e fechar a porta. A jovem se aproximou e começou a compartilhar seus problemas. O sacerdote absolveu seus pecados e lhe deu a bênção. A jovem em agradecimento quis beijar-lhe a mão, mas ao abrir o confessionário só encontrou uma cadeira vazia.

Um ano depois, a jovem foi em peregrinação a San Giovanni Rotondo, Padre Pio caminhava por entre os peregrinos e ao ver a jovem entre eles, a chamou dizendo: “ Eu te conheço, tu nascente no dia em que teu pai morreu .” A jovem, surpreendida, esperou largo tempo para poder se confessar com o padre e acalmar suas inquietudes.

Padre Pio a recebe no confessionário com estas palavras: “ Minha filha, tens vindo finalmente; estou esperando tantos anos por ti! ” A jovem ainda mais surpreendida lhe disse que ele estava equivocado, sendo esta a primeira vez que ela visitava San Giovanni. Ao que padre Pio respondeu: “ Tu me conheces, viste a mim no ano passado na Basílica de São Pedro ”. A jovem se converteu em sua filha espiritual, obedecendo sempre a seus conselhos. Se casou e formou uma sólida e exemplar família cristã.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário